O MUNDO DE SOFIA

Sofia Coppola é uma das cineastas mais talentosas de sua geração. Com seis longas no currículo, a americana fez história no Festival de Cannes deste ano como a segunda mulher a ganhar o prêmio de Melhor Direção com o filme “O Estranho Que Nós Amávamos”, refilmagem de 1971. Para alguns críticos, em 2006 a filha do diretor Francis Ford Coppola fez a sua obra mais duvidosa. Maria Antonieta é um filme biográfico que fala sobre a chegada da jovem rainha da França ao Palácio de Versalhes e da sua dificuldade em se adaptar a corte francesa.
Sofia fez um filme em que trabalha o realismo e as particularidades da personagem. O cenário e a atmosfera construídas pelo diretor de arte Pierre Duboisberranger, nos entrega um filme autoral, com muitas cores e extravagâncias da época, que rendeu ao filme o Oscar de Melhor Figurino. Para os críticos o filme saiu-se imperfeito mas não descartável. Para o público, o longa-metragem se realiza como obra justamente por não ser perfeito à biografia da rainha.